MOCAP – A técnica de captura de movimentos.

Há muito tempo o 3D me fascina. Desde muito antes de pensar em trabalhar com softwares 3D ou mesmo com computadores, já era algo que me encantava.

Aquela capa do álbum Electric Cafe do Kraftwerk era demais! E, para mim, ainda é, levando-se em consideração que o álbum é de 1982. Destaco também o clipe de Money for Nothing do Dire Straits, que é de 1985. A primeira animação 3D que vi na história.

Como apreciador dessa arte, fico muito feliz em saber que hoje novas tecnologias vão se tornando cada vez mais acessíveis a todos. Por esta razão resolvi escrever sobre captura de movimentos corporais em tempo real, também conhecido como MOCAP (abreviação de motion capture).

Acredito que é uma tecnologia que vai predominar e explico porque:

Certamente você já assistiu algum filme de animação que se utilizou de fazendas de renderização, onde centenas de computadores trabalham simultaneamente, convertendo milhões de wireframes em imagens sequenciais que vão gerar o filme.

Neste processo de MOCAP, ao invés de termos 200, 300 computadores trabalhando para renderizar as cenas, temos pessoas (reais) vestidas com os devidos trajes que capturam os movimentos e no mesmo instante essas informações de movimento são transferidas para personagens modelados em 3D.

Veja este vídeo que mostra isso:

O sistema Kinect (sem querer fazer propaganda) que consegue entender movimentos e tem uma boa noção do corpo humano, ainda não tem uma sensibilidade como a de MOCAP. AINDA não. Mas em breve você pode fazer em casa uma captura de movimentos decente.

A técnica de MOCAP não é utilizada apenas em games e filmes. Pode ser utilizada em atividades esportivas para aprimorar as técnicas de um atleta, mostrando suas deficiências e pontos fortes. Pode ser usada na medicina e até na área militar.

 

É isso!

Até a próxima novidade.

Rodrigo Castanho

Designer gráfico, professor, animador, game designer e cinéfilo.