Logan // Crítica

Saudações SuperNautas, será que estamos testemunhando o amadurecimento dos filmes de heróis?

Os filmes baseados em HQs são um fenômeno cultural e sucesso de bilheterias em todo mundo, a sede por novos títulos é tamanha que não é incomum nos depararmos com verdadeiras bombas, que fazem nerds rolarem de raiva por toda parte do planeta.

Claro que, em meio a tanta oferta e estilos, podemos dizer que é até normal um ou outro filme ruim. Falando mais diretamente do universo de X-MEN, a FOX (detentora dos direitos cinematográficos da franquia) já havia lançado 8 filmes: a trilogia clássica dos X-MEN, 2 filmes solos do Wolverine e a trilogia/reboot X-MEN “Primeira Classe”. Podemos até dizer que pelo menos metade dessa lista rendeu bons filmes (esse número pode ser questionável pelos fãs mais radicais).

17 anos após o primeiro filme a FOX nos entrega “LOGAN”, que já está sendo chamado de “O Filme definitivo do Wolverine”. Logo de cara devemos aplaudir a ousadia do estúdio em aceitar esse projeto que difere totalmente da “fórmula” dos filmes de heróis. Talvez depois de tantos filmes que foram odiados pelos fãs (incluindo as diversas tentativas com o Quarteto Fantástico), essa aposta seja compreensiva.

O projeto de “LOGAN” surgiu do próprio Hugh Jackman, que vive o personagem há 17 anos (o único ator a participar de todos os filmes da franquia) e queria se aposentar do papel entregando um filme que iria agradar principalmente os fãs dos X-MEN. Hugh disse, em diversas entrevistas na recém visita ao Brasil, que procurou a FOX com a ideia do filme e eles aceitaram sem qualquer imposição.

logan01

Depois de tantos anos vivendo Wolverine o ator soube explorar a fundo a personalidade de Logan e ouviu muito os fãs, a partir daí vem esse filme pesado, dramático e extremamente violento que está fazendo muito nerd chorar.

O filme nos mostra um futuro não muito distante onde os mutantes foram perseguidos e quase extintos da face da Terra. Logan, aparentemente cansado e envelhecido, tenta viver uma vida comum e cuida, com a ajuda do mutante Caliban (Stephen Merchant), do seu eterno amigo Charles Xavier (Patrick Stewart). Charles, que tem a mente mais poderosa do mundo, sofre sérios problemas mentais provenientes da idade avançada, e mantê-lo consciente é uma das missões de Logan.

logan02

Logan-Xavier

Ainda no primeiro ato, Logan é procurado por uma mulher mexicana que pede sua ajuda para salvar a vida de uma pequena mutante, as duas estão sendo perseguidas por uma perigosa organização emprenhada em eliminar os mutantes originais.

laura

O filme segue numa mistura interessante de faroeste, road movie e ação, com doses essenciais de violência. Wolverine é, sem dúvida, um dos mais interessantes personagens do universo da Marvel, seja pela carga dramática ou pelo excesso de violência que o rodeia, e Logan conseguiu entregar muito disso no cinema.

Logan começa o filme com fortes sinais de dores físicas (causadas pelo enfraquecimento do seu poder de regeneração) e emocionais (resultado de tantas perdas ao longo de sua vida). Aos poucos ele vai recuperando a vontade de lutar e seu adormecido instinto de herói.

Outro ponto que merece destaque são as atuações, Patrick Stewart vive um Professor Xavier velho, doente e totalmente dependente, cada cena em que aparece sentimos o sofrimento e a esperança do personagem. Já Dafne Keen, interpreta a pequena Laura (X-23) que, apesar de ainda jovem, carrega uma violência excessiva, muito compatível com o próprio Wolverine, a garotinha dá um verdadeiro show de interpretação. Hugh Jackman encerra sua saga como Logan da melhor maneira possível, o ator consegue passar para a tela toda a dor do personagem, sentimos cada ferimento e o cansaço que o personagem carrega, uma dos melhores trabalhos de Hugh até hoje.

logan03

“LOGAN”, acima de tudo, fala sobre o envelhecimento, perdas, amadurecimento e principalmente paternidade. É incrível ver que mesmo depois de 8 filmes e 17 anos é possível mostrar crescimento e a transformação desse personagem no cinema.

logan04

Hugh Jackman fechou sua trajetória ao lado de Wolverine com chave de ouro, esse filme é realmente um presente aos fãs do personagem e do cinema. Mesmo se você não é um grande admirador de filmes de heróis, certamente “LOGAN” irá te surpreender.

Rodrigo Castanho

Designer gráfico, professor, animador, game designer e cinéfilo.